Traduza este blog

sábado, 12 de maio de 2012


"Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. [Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, Amém." (Mateus 6:6-13)

A oração de Jesus nos ensina que devemos reconhecer quem Deus é por isso é digno de ser adorado. . “Pai nosso que está nos céus, santificado seja o teu nome”. Este texto traz consigo algumas verdades sobre Deus. Ele é nosso Pai amoroso e está nos céus. É um Deus como soberano, que nos criou a sua imagem e semelhança . E como Pai Ele nos disciplina, protege e nos ouve. Ao orarmos devemos nos posicionar como filhos que sabem que têm um Pai que é soberano e deve ser adorado e reverenciado como tal. Jesus nos ensina que Deus deve ser honrado e respeitado. E ao falarmos em nome Dele, não podemos deixar de reverenciá-Lo. Entretanto, muitos desonram o nome de Deus com seu mau testemunho, pois não refletem em sua vida a santidade de Deus. Quando orarmos, não importa de que lugar, devemos ter em mente que ao chegarmos diante do Senhor a reverência e a honra devem acompanhar nossa oração. Jesus também nos ensina que na oração nos submetemos à vontade de Deus. Contudo, muitos, mesmo repetindo a oração registrada em Mateus continuam pronunciando orações egoístas que retratam apenas os desejos humanos , voltada apenas para realização de necessidades momentâneas. Quando dizemos “venha o teu reino, seja feita a tua vontade,” estamos afirmando o desejo da volta de Cristo para a implantação de Seu reino, e isso significa reconhecer que Deus é rei e reina em nós e virá para Reinar sobre a terra. Quando dizemos “Seja feita sua vontade” nos colocamos em posição de submissão e obediência. Mas muitos têm ordenado a Deus as suas vontades.

Deus nos deu pela oração a oportunidade de falar com Ele e também de ouvirmos a sua voz. Entretanto a Sua voz não é ouvida porque não nos colocamos na posição de respeito e de escuta submissa, por isso pensamos que nossa oração também não chega aos ouvidos de Deus.

Quando na oração apresentamos a Deus nossas necessidades não podemos esperar que Deus nos atenda na nossa hora e tempo. Ele sabe o que é melhor e quando deve nos atender. O pão de cada dia Ele nos dará porque é um Deus provedor e cuida de cada um de nós. Ao colocar nossas necessidades diante de Deus não o fazemos porque Deus não sabe, mas sim porque aprendemos a descansar em Deus e esperar na sua provisão.

A oração que Jesus nos ensina não é para ser repetida ou declamada é para que com ela aprendamos a forma que devemos nos achegar a Deus reconhecendo que ele é nosso Pai, reconhecendo que sua vontade deve prevalecer em nós, apresentando a Ele nossas necessidades, e também devemos orar com humildade pedindo perdão, pois somos falhos, mas estamos diante de um Deus misericordioso para com aqueles que também perdoam seus semelhantes.

















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!