Traduza este blog

quarta-feira, 16 de maio de 2012

E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre: Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome. (Apocalipse 3:7-8)
Esta palavra profética é um ponto forte para nossa reflexão. E podemos iniciar nos perguntando: qual tem sido a obra para a qual tenho empenhado o meu esforço. Da resposta a essa pergunta vem a confirmação de que precisamos refletir sobre quais são as nossas prioridades. Se temos colocado nossas aspirações pessoais na frente de nosso serviço à Obra de Deus, é momento de repensar nossos propósitos. Muitas vezes pedimos bênçãos a Deus, mas nada fazemos por Sua Obra, queremos bênçãos, mas não nos dispomos a trabalhar e investir na Obra do Senhor. Mas aquele que tem feito boas obras, levado a Palavra de Deus ao mundo, tem investido na obra do Senhor, pode se sentir contemplado com a palavra profética à Igreja de Filadelfia: para esse há a promessa de uma porta aberta que ninguém pode fechar. Pode ser a porta de emprego, da restauração de seu casamento, a porta da cura, da solução financeira, da libertação dos vícios...

E quando Deus diz que está colocando diante de nós uma porta que se abre para a benção, com certeza, ninguém pode fechá-la. Mesmo que você esteja encontrando resistência e dificuldades em seu caminho, a palavra de ordem é: não desista, pois Deus está à frente e isso é garantia de sucesso, mesmo que as aparências mostrem o contrário. Deus conhece nossas fragilidades e é a nossa força. Por isso, retenha o que você tem, conserve sua fé em Jesus e jamais deixe Deus de lado. Deus não se esquecerá daquele que trabalha para Sua Obra. Não saia do lugar da bênção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!