Traduza este blog

sábado, 6 de agosto de 2011



Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres. (Apocalipse 2:4-5)


Amado(a), um dia você deixou para trás um amor. Aquele amor que Deus lhe mostrou com todos os sinais possíveis de que era o amor eterno, sincero, verdadeiro e incorruptível, mas você, tolamente, ignorou. Quantos recados Ele lhe deu, quantas pistas de que esse amor era a grande bênção em sua vida e você preferiu voltar-lhe as costas, buscar outros braços e enveredar por caminhos contrários ao que o Senhor indicou! Deus tem chamado a sua atenção desde sempre, procurando-o de volta, fazendo com que perceba que o que vem Dele não se apaga, mas o que é obra do inimigo serve apenas para encantar, jamais para refrigerar sua alma. A palavra de Deus tem sido uma flecha na sua vida e tem lhe abalado, mas você ainda insiste em não ouvir, não sentir, não compreender, apesar de saber que lá no íntimo uma voz tem lhe sussurrado, mais audível do que as vozes do mundo e feito com que você se mantenha em silêncio. Amado(a), deixe que esse silêncio comunique o amor de Deus em sua vida e retorne ao primeiro amor: sincero, duradouro e inabalável, mesmo diante de suas fraquezas. Deus ama você incondicionalmente e você sabe o que Ele está lhe dizendo neste momento. Ele está respondendo às suas perguntas feitas na madrugada, feitas na intimidade. Só Ele pode ouvir, mas só você pode responder. Veja que Ele diz: arrepende-te! Há tempo para voltar atrás e reencontrar o primeiro amor que emana Dele.


Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!