Traduza este blog

sexta-feira, 25 de junho de 2010




Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. (Tiago 5:16).


Amado(a), a palavra de Deus é o manual mais completo sobre como devemos conduzir nossas vidas. E há situações em nossas vidas que dependem de um posicionamento nosso, quando percebemos que estamos falhando em algo, ou com alguém. A Bíblia nos aconselha a confessar as nossas culpas e a orar uns pelos outros. O ato de confessar nos liberta daquilo que nos oprime e nos mantém reféns. Mas para que isso ocorra genuinamente é necessário arrependimento sincero. E arrependimento é a decisão de mudança total de atitude e de vida, quando,movidos por uma ação divina, somos levados a reconhecer o nosso pecado e nos entristecemos por ele, decidindo-nos a abandoná-lo. Arrependimento não é remorso, que apenas nos faz sentir culpa, sem desencadear o alívio que se baseia na confiança em Deus, que perdoa. O complemento do arrependimento é a Fé. Juntos, arrependimento e fé constituem a conversão. Só se converte quem se dispõe a abandonar o erro e se quebranta diante de Deus. E sabemos que Ele ouve o coração quebrantado. Tiago nos lembra também que, além da confissão, a oração move a mão de Deus. Entretanto, algumas pessoas oram por um propósito mas, se Deus lhe dá outra direção, elas não aceitam. Não é demais destacar que devemos estar dispostos a obedecer, ainda que a resposta de Deus não seja a que queremos ouvir, mas.
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!