Traduza este blog

segunda-feira, 24 de maio de 2010



Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. (Romanos 1: 16)

Amado(a), o apóstolo Paulo, em carta aos Romanos, afirma que não se envergonha do Evangelho de Cristo, mesmo passando por perseguições. E hoje lhe é dirigida a pergunta: você se envergonha ou tem envergonhado o Evangelho de Cristo?
O Senhor, depois de ter vencido o diabo, de ter nos resgatado para a vida, deixou a grande missão: ide pelo mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Isso é imperativo, não é um convite. Você tem atendido a esse apelo? Pregar o evangelho não significa apenas ler ou repetir as verdades bíblicas como se elas fossem um manual a ser seguido mecanicamente. Mas, e sobretudo, viver o evangelho no cotidiano, como regra de vida, como guia de conduta, como conhecimento. Quem vive esse evangelho não se envergonha dele, nem o envergonha diante dos homens. Não faz como o tolo que apregoa ser de Cristo e vive segundo a carne. Não age com arrogância de quem sabe a teoria e não vive a prática, tampouco dá exemplos aos que estão a sua volta.
Paulo, em sua carta, mostra o quão necessário é aos romanos viver essa verdade sem deturpá-la, chamando a si toda sorte de males e de desonras. Esse é o resultado de quem não vive segundo os propósitos de Deus. Mais cedo ou mais tarde colherão os frutos do que plantaram. Mas o evangelho é boa nova, é semente que dá o fruto do arrependimento.
Amado(a), antes de responder à pergunta, examine seu coração, suas atitudes e verifique onde está seu erro, em que caminhos tem perdido o seu propósito de servir ao único e verdadeiro Deus e saiba que ainda há uma esperança, porque o amor de Deus não se envergonha de ser misericordioso e de chamar os Seus à luz.
Ide por onde puder e pregai, com o seu testemunho que honra ao Criador!
Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!