Traduza este blog

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Maná: Palavra Diária para Edificação






“Não olhes para o vinho quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente.” (Provérbios 23:31)

Amado(a), Salomão nos adverte do perigo de cairmos em armadilhas quando somos embebedados. Ele nos fala que aquilo que parece algo doce e suave desce em nossa garganta como laço de morte e nos acorrenta em um abismo profundo. Quando somos alertados, devemos evitar a bebida, principalmente quando ela nos é servida por pessoas que não andam nos caminhos do Senhor, pois somos tragados pelos seus efeitos e nos deixamos seduzir. Aos poucos vamos achando natural aquilo que a bíblia condena, mas quando despertamos vemos que o que nos seduziu, no fim, picará como a cobra, e como o basilisco morderá. Por que isso acontece? Porque ficamos cegos diante das evidências e surdos às palavras dos profetas, aos alertas que nos fazem quem que nos quer no caminho certo. Salomão afirma que aqueles que se demoram perto do vinho, e andam buscando vinho misturado são tragados pela aparência suave que se transforma depois que o laço se prende. “Os teus olhos olharão para as mulheres estranhas, e o teu coração falará perversidades” e as bênçãos não se consumam porque cova profunda é a prostituta, e poço estreito a estranha, ensina o sábio, perguntando: “Para quem são os ais? Para quem os pesares? Para quem as pelejas? Para quem as queixas? Para quem as feridas sem causa? E para quem os olhos vermelhos? “Quem se deixa embebedar e não atenta para os avisos vindos do Senhor sofre as conseqüências de suas escolhas e o choro é certo. Contudo, amado(a), se sabe que é o Deus verdadeiro e reconhece Nele um Deus misericordioso, sabe onde encontrar abrigo, perdão e oportunidade de consertar. O Senhor lhe diz neste instante: Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos.

Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!