Traduza este blog

domingo, 28 de outubro de 2018

Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas; 2 Coríntios 10:4




O apóstolo Paulo nos lembra que a força de uma pessoa está em sua mente, um campo de batalha constante, onde o inimigo está firmemente entrincheirado. A batalha está deflagrada desde o princípio. Não há como fugir a essa realidade, mas desde o momento em que nos alistamos como soldados de Cristo, assumimos a posição de combate e de firme resistência. E. assim, quando substituímos o conhecimento e a forma humana de pensar pela presença do Espírito Santo e pela fé em Deus, passamos a ter mente de Cristo. É a mente que controla nossas decisões e nossos desejos, se estivermos em contato com A Palavra e nos deixamos guiar por Ela, construiremos as estratégias necessárias para a destruição das fortalezas e para a construção de uma Igreja forte certos de que
"portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mateus 16:18).



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!