Traduza este blog

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Junto aos rios da Babilônia, ali nos assentamos e choramos, quando nos lembramos de Sião. Sobre os salgueiros que há no meio dela, penduramos as nossas harpas. Salmos 137:1-2



Ao descrever sua situação no exílio, o salmista nos mostra como nos sentimos quando nos afastamos de Deus. A nossa a tendência é buscar incansavelmente pela felicidade e viver uma falsa alegria, condicionada pelas atividades e propostas do mundo. Mas se examinarmos o profundo de nossa alma, veremos que o vazio existencial, marcado pela dor, melancolia e angústia que marcam a vida de quem se sente exilado do Senhor, preso às propostas do mundo só pode ser preenchido com a verdadeira alegria que vem do alto. O que nos conforta é saber que é no tempo da angústia que Deus se manifesta em nossas vidas, assim como fez a Davi, por ele afirma com a certeza de quem recebeu o refrigério do Senhor

Na minha angústia clamei ao SENHOR, e me ouviu. Salmos 120:1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!