Traduza este blog

sábado, 8 de setembro de 2018

“Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo que ele escolheu para sua herança.” Salmos 33:12



Vivemos tempos difíceis quando as pessoas estão voltadas para si mesmas, para a busca do prazer físico e da conquista de valores matérias como pressupostos garantidores da felicidade. Entretanto, a sociedade vive a angustiosa sensação de vazio e de incertezas que impulsionam as pessoas a querer sempre mais, a não valorizar o que têm e a desrespeitar as leis e os princípios morais estabelecidos. Isso tem gerado, consequentemente, governos que espelham essa sociedade e que nos tornam alvos de decisões que contrariam os princípios de Deus. A nossa Constituição diz que o país é laico, portanto, não pode privilegiar uma religião, mas diz também que somos livres para adorar e cultuar e isso nos leva a refletir que podemos escolher os governantes que respeitem e valorizem nossa fé, sem desrespeitar as demais. Como cristãos, precisamos testemunhar atitudes que reflitam o nosso Senhor e, consequentemente, precisamos nos fazer representar por aqueles que respeitem nossos valores, mas em todas as nossas atitudes devemos nos lembrar do que diz o apóstolo Paulo:

Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus. 1 Coríntios 3:9.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!