Traduza este blog

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; Mateus 6:22



Jesus não está se se referindo à acuidade visual, mas “olhos bons” sobre os quais nos fala quer dizer uma visão interior sem mácula, sem duplicidade de percepção, sem estar contaminada com a forma de enxergar do mundo. O olho bom enxerga exatamente aquilo que vê, sem distorções, sem comprometimento com magoas, julgamentos enviesados ou preconceitos. O olho bom, não distorce o que vê. É disso que o Senhor nos fala, acrescentando que se tivermos olhos bons, todo nosso corpo receberá a luz, sem filtro, sem distorções. Metaforicamente, ele se refere ao pecado que turva nossos olhos e filtra a luz que deveria guiar nossos passos. Ao pecarmos, deformamos nossos olhos, pois passamos a ver como certo aquilo que a Palavra de Deus nos diz que é errado. Passamos a enxergar o mundo com os óculos sociais, cada vez mais corrompidos pelas percepções mundanas. Mas quando temos os olhos bons, no sentido atribuído por Jesus, não distorcemos a verdade de acordo com nossa vontade, pois os olhos saudáveis veem uma imagem só, e não duas, e assim também a alma limpa vê somente uma imagem, e, sendo orientada por um só propósito, serve a um só Deus e busca exclusivamente as riquezas celestes, e não se prende às terrenas. De sorte que não tem um duplo código moral, portanto, não fogem do caminho de Deus para servir ao mundo em suas concupiscências. Jesus nos leva a refletir sobre a nossa forma de ver o mundo, sobre a quem estamos servindo, pois.

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. Mateus 6:24


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!