Traduza este blog

domingo, 24 de dezembro de 2017

Quem te não temerá, ó Senhor, e não magnificará o teu nome? Porque só tu és santo; por isso todas as nações virão, e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos. Apocalipse 15:4





A Bíblia deixa claro em diversos momentos, circunstâncias históricas e tempos seculares que o Senhor será conhecido e temido por todos. O apóstolo João traz no livro de Apocalipse a revelação para o que virá a acontecer e muitos, atentos aos acontecimentos locais e globais dirão que já está acontecendo. No texto em epígrafe, João faz referência aos sete anjos que tinham as sete últimas pragas pelas quais seriam consumadas a ira de Deus Esses anjos cantavam o cântico de Moisés e o cântico do Cordeiro, reverenciando as grandes e maravilhosas obras de Deus Todo-Poderoso, exclamando que justos e verdadeiros são os Seus caminhos. Vemos que João no cântico do Cordeiro compara a obra consumada e redentora de Jesus Cristo com a libertação de Deus no êxodo. Podemos também perceber a alusão profética ao que afirmou Jesus sobre o Evangelho chegar a todas as criaturas, conforme registrado nos Evangelhos de Mateus 28:19 e Lucas 24:47, nos quais a expressão todas as nações expressam a extensão da Grande Comissão, na ordem de Jesus para proclamar as boas-novas a todos os povos. João também nos remete ao que diz o apóstolo Paulo em Filipenses 2:10-11, quando afirma que que todo joelho se dobrará diante de Jesus Cristo, o Senhor.  

Então os gentios temerão o nome do Senhor, e todos os reis da terra a tua glória. Salmos 102:15


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!