Traduza este blog

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Então se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias, que diz: Em Ramá se ouviu uma voz, Lamentação, choro e grande pranto: Raquel chorando os seus filhos, E não querendo ser consolada, porque já não existem. Mateus 2:17-18

O evangelista Mateus se refere a Ramá, registrado na Bíblia como o lugar da morte de todas as crianças com idade menor que dois anos, a mando de Herodes, que intencionava matar Jesus recém-nascido. O choro de Raquel, representa o pranto de todas as mães pela morte dos filhos. Rama significa um lugar de dor, de lamentação, de angústia e de clamor, mas também um lugar de renascimento e de esperança, pois enquanto se cumpria a Profecia de Ramá, nascia Jesus, o Salvador de toda humanidade! Isso nos faz refletir sobre o fato de que do desespero pode renascer a esperança, da tristeza a alegria, da morte pode surgir a vida. Quando nossa vida é assolada por angústia determinada pelos poderosos deste mundo, pelos que perseguem o Salvador, quando “vivemos em Ramá”, vivenciamos a vitória plena, sabendo que de nossas forças nada somos ou podemos. A nossa força virá do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Em Ramá, quando pranteamos, Deus nos ouve. Quando nossas palavras não conseguem sair elas se tornam ainda mais audíveis aos Senhor, assim como nos lembra o profeta Jeremias 31:15 

Assim diz o Senhor: Uma voz se ouviu em Ramá, lamentação, choro amargo; Raquel chora seus filhos; não quer ser consolada quanto a seus filhos, porque já não existem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!