Traduza este blog

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Não multipliqueis palavras de altivez, nem saiam coisas arrogantes da vossa boca; porque o Senhor é o Deus de conhecimento, e por ele são as obras pesadas na balança. 1 Samuel 2:3




Vemos que ao longo da História a altivez tem levado muitas pessoas à ruina, cumprindo o que diz Salomão em Provérbios 16:18: “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda“.  E é possível constatar também que nações e impérios têm sido destruídos por essa atitude arrogante. A altivez nos afasta da dependência de Deus, e nos dá um poder temporário que é expresso apenas por palavras, pois mais cedo ou mais tarde haveremos de perceber que todos estamos sujeitos à justiça e misericórdia de Deus. Os altivos se colocam acima de tudo e de todos e consideram que seus conceitos é que são realmente válidos, por isso contestam aquilo que não lhes convém, incluindo a submissão ao Senhor.  Assim, “Pela altivez do seu rosto o ímpio não busca a Deus; todas as suas cogitações são que não há Deus.” (Salmos 10:4). Devemos seguir o conselho contido na oração de Ana no versículo em epígrafe, cientes de que nossa vida na Terra é realmente passageira. Quando menos percebermos já teremos voltado ao pó e se assim entendermos saberemos de fato que nosso tempo deve ser utilizado da melhor maneira possível e uma das melhores maneiras é obedecer a Deus, cumprindo os Seus mandamentos e ao fazer isso, pregar o verdadeiro Evangelho fazendo amigos e discípulos pelas nossas atitudes e não pelas palavras. E tudo o que fizermos seja para glória do nosso Deus.

E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai. Colossenses 3:17

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!