Traduza este blog

quinta-feira, 3 de março de 2016

As imagens de escultura de seus deuses queimarás a fogo; a prata e o ouro que estão sobre elas não cobiçarás, nem os tomarás para ti, para que não te enlaces neles; pois abominação é ao Senhor teu Deus. Deuteronômio 7:25




A Bíblia é clara ao afirmar reiteradas vezes que a idolatria é condenada por Deus. Ela afirma desde sempre que os ídolos não podem salvar ninguém, porque são apenas obra de mãos humanas, feitas com materiais que se deterioram e aqueles que invocam o seu favor, cultuam ou veneram, ainda que sob o pretexto de apenas trazer à lembrança, tornam-se semelhantes a eles e estão enganados. Quem se ajoelha diante de uma escultura, seja ela feita de qualquer material, está desrespeitando a ordem de Deus. A imagem colocada em um pedestal, ou carregada em procissão é abominação ao Senhor, posto que ela nada mais é do que obra humana e nada pode fazer por si, nem aos outros. Se não está livre da deterioração, da ferrugem, da quebra ou de qualquer outro dano, como poderá fazer algo por aquele que diante dela requer um favor? Se a intenção é evocar a lembrança de alguém que teve sua vida santificada, ou ao próprio Jesus, basta  que deles nos lembremos pelo seu exemplo de vida e que deles tiremos a lição mais expressiva: todos os santos de algum modo eram devotos de Jesus e Nele se espelhavam. E Jesus foi colocado pelo Pai como nosso único e suficiente mediador entre Deus e os homens. Então, antes de nos dobrarmos diante de alguma imagem, ou a admirarmos com o respeito que devemos aos santos e ao Senhor, em espírito e não em forma material, ou que nos quedemos diante de qualquer pessoa em veneração, lembremo-nos do que nos do que está escrito em Atos 10:25-26


"E aconteceu que, entrando Pedro, saiu Cornélio a recebê-lo, e, prostrando-se a seus pés o adorou. Mas Pedro o levantou, dizendo: Levanta-te, que eu também sou homem".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!