Traduza este blog

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Tão-somente guarda-te a ti mesmo, e guarda bem a tua alma, que não te esqueças daquelas coisas que os teus olhos têm visto, e não se apartem do teu coração todos os dias da tua vida; e as farás saber a teus filhos, e aos filhos de teus filhos. Deuteronômio 4:9


Os ensinamentos de Moisés são uma pérola para nossas vidas e não podem ser vistos apenas como lições dadas a um povo no passado. Quando ele reporta a mensagem de Deus e nos diz para que o povo não se esqueça daquilo que viu e para que guarde a sua alma a fim de não deixar de passar às gerações as maravilhas que o Senhor fez ele nos ensina a fazer o mesmo. Assim como os israelitas, também temos uma tendência a nos esquecermos rapidamente dos grandes livramentos operados por Deus em nossas vidas. A Palavra de Deus nos ensina que devemos nos lembrar dos livramentos passados para aumentarmos a nossa fé diante das lutas eu enfrentamos no presente. Quando estamos enfrentando uma crise, ou uma grande ameaça, a lembrança de uma superação no passado nos recobra as forças. Foi assim que agiu Davi diante da possibilidade de enfrentar o gigante Golias. Ele se lembrou de quando enfrentava o leão e o urso., ao pastorear as ovelhas e se fortaleceu ao se recordar da fidelidade de Deus para com ele em situações crises anteriores. Precisamos saber que Deus age assim: Ele nos deixa enfrenta lutas e se mantém ao nosso lado, para nos preparar para situações maiores. Mas muitas vezes, em vez de agirmos como Davi, nos esquecemos das maravilhas vistas, por isso Cristo nos chama à atenção:


"Ainda não considerastes, nem compreendestes? Tendes o coração endurecido? Tendo olhos, não vedes? E, tendo ouvidos, não ouvis? Não vos lembrais de quando parti os cinco pães para os cinco mil, quantos cestos cheios de pedaços recolhestes?" (Marcos 8:17-19). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!