Traduza este blog

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus”. Gálatas 5: 19-21

O Senhor quer que a Sua Igreja seja pura, porque ela é o Corpo de Cristo e não pode estar doente. É preciso estar são para fazer a obra de Deus e essa é a grande missão para a qual Ele nos enviou. Contudo, o que leva às enfermidades do espírito é o desejo forte da carne, que milita contra o espírito e o adoece espiritualmente quando o vence. Estamos constatando o tempo todo, quer pelos noticiários, ou em nossa volta que o mundo está imundo, deteriorado e está tentando entrar por todos os meios em nossos lares, destruindo nossas famílias, corrompendo nossos jovens, entrando no seio da Igreja e desviando nossos irmãos. Mas o Senhor nos conclama a fazer a diferença. É tempo de nos levantarmos e nos santificar. Por isso Deus chama a Igreja, por intermédio da palavra em Josué 3: 5 “Santificai-vos, porque amanhã fará o SENHOR maravilhas no meio de vós”. Quando nos colocamos sob a unção do Senhor, o Espírito Santo nos fala se estamos praticando as obras da carne, ou se estamos como raposinhas na casa de Deus. O inimigo é astuto e anda ao derredor como leão e vem sutilmente para nos levar a ter inveja, maldade, praticar a prostituição e adultério. Ele tem entrado sorrateiramente por meio da mídia e procurado nos fazer crer que tudo é normal. Mas a Igreja precisa reconhecer e ter discernimento de que o que nos vendem como normal é a deturpação da Palavra de Deus. Nós somos o Corpo de Cristo e temos que ser limpos. Como Igreja, precisamos nos desviar das obras da carne, como nos ensina o apóstolo e a ter cuidado com as pequenas coisas que, por parecerem normais ou invisíveis vão contaminando a Igreja de Cristo.

"Apanhai-nos as raposas, as raposinhas, que fazem mal às vinhas, porque as nossas vinhas estão em flor." (Cantares 2:15)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!