Traduza este blog

domingo, 12 de abril de 2015

"E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.” (Gálatas 5:24)


A Palavra de Deus nos ensina a viver sem santidade fugindo de paixões carnais, pois são elas que causam conflitos e promovem guerras entre os homens. O viver do homem antes d e ter uma experiência real com o Senhor de Jesus Cristo, é de ignorância e insensatez, sujeito a toda sorte de paixões. O homem natural, sem a vida de Cristo, possui inclinação para o mal; sua perversidade é inata, e está em plena atividade em seus próprios atos. O apóstolo Paulo lembra a Tito, seu amado irmão em Cristo, sobre as condições lamentáveis que eles viviam antes de conhecerem o Evangelho e serve-nos como ponto para reflexão: “Pois nós também, outrora, éramos néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja, odiosos e odiando-nos uns aos outros”-(Tito 3:3). A vida humana é passageira, é incerta, está sujeita à dissolução e ao desaparecimento a qualquer momento. Por isso devemos viver de acordo com a vontade de Deus, e não segundo as nossas paixões para que, agradando a Deus, possamos alcançar a promessa da vida eterna, cientes de que aqui estamos de passagem, conforme nos lembra I Pedro 2:11

Amados, exorto-vos, como peregrinos e forasteiros que sois, a vos absterdes das paixões carnais, que fazem guerra contra a alma”- I Pedro 2:11.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!