Traduza este blog

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o Senhor teu Deus não permitiu tal coisa. Deuteronômio 18:14




A Palavra de Deus não mudou. Que isso fique bem claro! O que foi dito por Moisés ao povo prevalece nos dias de hoje, pois não se trata de situação circunstancial, mas de princípio. E Deus não flexibiliza ou negocia princípios. O recado de Moisés ainda prevalece: não devemos consultar adivinhadores. A convivência com pessoas que pensam diferente é necessária, mas não podemos abrir desses princípios. Se elas consultam os mortos, se creem em prognósticos, ou em amuletos nessa convivência o Senhor ensina “não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti”. (Deuteronômio18:9-12) 

Para fazer o que é certo e andar nos caminhos do Senhor, observe que

O Senhor teu Deus te levantará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis; Deuteronômio 18: 15

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!