Traduza este blog

domingo, 16 de novembro de 2014

Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. Gálatas 2:20




Quando entendemos a profundidade desse versículo, conseguimos compreender a essência da vida abundante que o Senhor nos prometeu em toda a Bíblia: “não sou mais eu quem vive, mas Cristo vive em mim”. Quando vivemos pela f[e, deixando que Cristo viva em nós alcançamos a promessa. Parece complicado quando insistimos em viver por nosso próprio entendimento, mas é simples quando entregamos a Ele a direção de tudo o que fazemos. Se quem comanda a nossa vida, ainda é a nossa carne, se não nos deixamos crucificar com Cristo, certamente não podemos desfrutar dessa vida de graça prometida a nós ainda neste mundo, mas se nos deixamos crucificar com Cristo, admitimos que estamos mortos para o pecado e prontos a viver pela fé, segundo a Palavra de Deus. O homem natural que vivia em nós antes de nos entregarmos pela confissão de fé e pelo batismo da ressurreição é morto e dá lugar ao novo homem, pois necessário é nascer de novo para viver em Cristo, diz o Senhor. E a consequência de vivermos essa Palavra é receber uma vida abundante e poderosa que que só pode ser ativada pela fé. Quando permitimos que a chamada da cruz quebre nosso homem exterior, abrimos o caminho para que a vida de Cristo se manifeste em nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!