Traduza este blog

sábado, 19 de janeiro de 2013



Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne? Será em vão que tenhais padecido tanto? Se é que isso também foi em vão. Gálatas 3:3-4

Esta pergunta do apóstolo Paulo serve para você? Pensemos também na pergunta do profeta Jeremias 2:21 “Eu mesmo te plantei como vide excelente, uma semente inteiramente fiel; como, pois, te tornaste para mim uma planta degenerada como vide estranha?” Verifique como está sua vida hoje, como estava quando Jesus lhe foi apresentado como único e suficiente salvador de sua vida. Esse questionamento deve nos levar a refletir sobre como temos nos comportado depois de conhecer a Palavra da verdade e ter nos posicionado como servos de Deus. O fato é que se respondermos afirmativamente a essa pergunta, precisamos aceitar a crítica de que não há outro adjetivo para nos qualificar a não ser “insensato”. Somente uma pessoa insensata deixa de servir a Deus que é soberano e Todo Poderoso para servir ao mundo, sabendo que o seu príncipe nada pode nos dar a não ser frustrações, decepções e a perdição eterna. Somente um insensato deixa as coisas do Espírito para usufruir as coisas da carne, sabendo que isso não satisfaz, não traz bênçãos perenes, mas consequências terríveis ao corpo e a alma. Somente um insensato abre mão dos princípios de Deus que levam à prosperidade com dignidade para aceitar os prazeres e o status do mundo, regido pelo pai da mentira.
Pensemos nesta pergunta que Paulo fez aos Gálatas, mas bastante oportuna a muitos que conhecem a Palavra de Deus e frequentam igrejas, assistem cultos, mas não se apropriam do que conheceram e preferem voltar à escravidão da carne. Mais do que pensar, devemos rever nossas atitudes e aceitar o propósito do Evangelho, pois Jesus não veio para julgar ou condenar, mas dar vida com abundância a quem reconhece e tem a humildade de se perdoar e de pedir perdão.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!