Traduza este blog

sábado, 26 de janeiro de 2013


Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. 1 Coríntios 2:12


          Para que tenhamos pleno conhecimento da verdade e para que possamos crescer espiritualmente, sendo edificados, uma das coisas mais importantes que precisamos ter, além da fé e o discernimento. Discernimento, neste caso, significa distinguir o que é certo ou errado nas coisas do mundo, verificando se é algo que se tem fundamento da Bíblia, quando nos deparamos com determinado assunto, estudo ou pregação. Por isso, o autor de Hebreus 14 afirma que “o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal”. Isso significa que o imaturo espiritual não distingue bem o que é bom ou ruim nas ofertas do mundo, o que honra ou desonra a Deus, enquanto o maduro espiritual distingue bem o que traz honra ou edifica daquilo que não vem de Deus, ou não O honra. A falta de leitura bíblica, a falta de oração e, consequentemente de crescimento espiritual impede o discernimento. João 8:32 nos mostra que a verdade liberta, e o conhecimento dessa verdade vem da leitura da Bíblia. Quando oramos, o Espírito Santo tem a liberdade de conduzir a nossa vida. Por isso o apóstolo Paulo afirma em I Coríntios 2:15 “Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido”. O homem espiritual consegue discernir tudo mais do que qualquer outro homem, reconhecendo o que é falso ou o que é verdadeiro, o que honra ou desonra a Deus, pois confere a procedência, o que vê, o que ouve e o que lê, enfim tudo ele busca discernir e sabe julgar segundo a reta justiça. O homem espiritual faz o que ensina João 7:24 “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça”, ao contrário daquele que não busca o discernimento e por isso segue o seu próprio entendimento. Para crescermos na fé é preciso ter discernimento. Sem ele não temos certeza que rumos tomamos na nossa espiritualidade e no mais, se no final desta caminhada o crente irá para o céu ou para o inferno. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!