Traduza este blog

sexta-feira, 20 de abril de 2012


Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres. (Apocalipse 2: 4-5)

Muitas pessoas se afastam da igreja porque cometeram algum erro e por isso perdem a comunhão com os irmãos e caem cada vez mais nas mãos do inimigo. Mas quem ama verdadeiramente a Deus não se sente bem longe de Sua presença e se inquieta. Vemos isso na história de Davi. Ele  não transferiu sua culpa a ninguém e, ao assumi-la, abriu as portas para o arrependimento e para receber o perdão. Quando confrontado pelo profeta, Davi admitiu seu pecado e se arrependeu. Hoje você também está sendo confrontado. Em que momento você abandonou o primeiro amor? Se quer se prevenir e evitar esta queda, ou se quer  restauração depois de ter caído, precisa evitar o convívio com o pecado que tem o poder de esfriar nosso amor por Deus, conforme nos alerta Jesus em Mateus 24.12“. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará”; precisamos evitar  a falta de profundidade  nas relações com as pessoas, mas principalmente com Deus. Jesus fez menção, na parábola do semeador, da semente que caiu em solo pedregoso; é aquela planta que brota depressa, mas não desenvolve profundidade. Porque a raiz não consegue penetrar fundo no solo (pois se depara logo com a pedra), se torna superficial, se desenvolve na superfície. O resultado é que, saindo o Sol (figura do calor das provações), esta planta morre logo. Precisamos buscar tratamento, aceitar a correção do Senhor e depois de arrepender, confessar nossos pecados. Qual é o seu pecado encoberto? Davi era rei e poderia matar o profeta, porém, escolheu o arrependimento e pedir ao Senhor que o sustentasse com um espírito voluntário. Você também pode escolher entre aceitar a correção e ter de volta a alegria da salvação, ou “matar o profeta”. Deus tem enviado profetas à sua vida, para alertá-lo sobre suas falhas e negligências. Saiba que também para você existe restauração. Se, assim como Davi, você pedir a Deus “Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto” (Salmos 51: 10), O Senhor não retirará o Seu Espírito Santo e lhe devolverá a alegria da salvação. O Senhor quer que estejamos próximos a Ele e que experimentemos a uma vida plena e completa. Confesse a Deus os seus pecados e certamente Deus lhe restituirá a alegria de seu relacionamento com Ele, ainda que você ainda tenha que enfrentar as consequências de seus atos. Lembre-se de que você faz parte da geração dos eleitos do Senhor! E Ele não deixará que você se acomode fora de Sua presença, por isso tem lhe enviado profetas para que você seja confrontado até que tome consciência de seus pecados. Davi também já se sentiu assim. Ele pecou e foi confrontado pelo profeta Natã. Mas, em oração, clamou a Deus: “Torna a dar-me a alegria da tua salvação”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!