Traduza este blog

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Palavra Viva: o alimento diário da fé


“Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;” (Filipenses 2:6-7)


Amado (a),
Jesus era Deus, e tendo o atributo divino da onisciência sabia o que significava nascer como homem, deixando de ser Deus e passando a ser servo. Com essa atitude Ele não poderia apoderar-se da natureza divina enquanto fosse homem usando qualquer tipo de artifício, pois isso seria usurpação. Então Ele se esvaziou e deixou de ser quem de fato era, desceu de Sua divindade e transformou-se de homem. Deixou de ser quem era e ter os poderes que tinha, abandonou a onisciência, onipotência e onipresença e tornou-se um simples mortal. Quem faria isso? Quem abandonaria o tudo que é para ser quem não seria fácil ser? E Ele tinha consciência de todo o ônus de sua atitude e sabia que não poderia voltar atrás quando experimentasse o sofrimento humano. Devemos seguir o seu exemplo de humildade e obediência e tornar-nos servos. Assumir esta tarefa é dever de todos nós que nos dizemos cristãos. Retiremos de nosso meio toda arrogância e orgulho, todo sentimento de ser melhor que os outros. Sejamos humildes como Ele foi e saberemos nos relacionar com qualquer ser humano porque aprendemos com Jesus.
Deus lhe abençoe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!