Traduza este blog

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Os ídolos dos gentios são prata e ouro, obra das mãos dos homens. (135:15)






Amado(a), cremos em um Deus verdadeiro, único e poderoso. Não colocamos nossa confiança em deuses estranhos, feitos de barro, de pedra ou de qualquer outro material que possa ser manipulado pela mão humana. Nossa compreensão e entendimento acerca deste Deus não pode ser assimilada por aqueles que, tendo sua inteligência obstruída, não conseguem perceber o engano e tolice na qual se enveredam ao se dobrar perante objetos os quais chamam de deus. Mas sabemos que é tão difícil para os gentios, cegados pelo deus deste século, compreender o quão enganoso é se curvar ou reverenciar deuses que se quebram, que se derretem, ou que são feitos de materiais perecíveis. Se pessoas tidas como inteligentes não conseguem perceber esse engano, está claro que algo além da compreensão humana determina essa tolice. Por detrás dessa visível ignorância está a artimanha diabólica que arquiteta desculpas e entraves para que o povo viva na escuridão.
Amado(a), nossas armas são jejum e oração para que o Deus da verdade abra os olhos e tire o véu do entendimento daqueles que se curvam diante de deuses perecíveis.

Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!